top of page

Independência do Brasil: 4 plantas nativas da nossa flora.

Nesta semana comemoramos a Independência do Brasil, e para celebrar o bicentenário do 7 de setembro vamos apresentar 4 plantas nativas da flora brasileira.

São espécies ótimas para cultivar e de fácil manejo, pois, se desenvolveram no nosso clima, cada uma em sua região. Listamos desde as frutíferas até as ornamentais, confira!


Pitangueira

pitanga

De origem da Mata Atlântica, a Pitanga é encontrada desde o norte até o sul do país. Seus frutos passam por uma paleta de cores durante o processo de maturação, fluindo entre o verde, amarelo, laranja, vermelho, até o roxo. O plantio da árvore é relativamente fácil, bastando a semente, ou até o próprio fruto, ser depositado no solo. A altura da planta é em média de 2 a 4 metros.

A utilização dela em jardinagem deve ser bem projetada, pois, os frutos que caem podem aumentar a necessidade de limpeza do jardim. Por outro lado, ela tem um aspecto bem interessante para compor o ambiente, principalmente quando carregada de seus frutos. Além de atrair algumas espécies de pássaros, alegrando o jardim.


Ipê

Ipê amarelo

Enquanto a Pitangueira pede um planejamento mais detalhado para desempenhar um papel ornamental no jardim, o Ipê é o oposto. Amplamente utilizado para decoração na jardinagem, essa planta é encontrada em espécies de várias tonalidades: amarelo, rosa, roxo e branco.

Geralmente são árvores grandes, com altura média de 6 a 14 metros na espécie Ipê-do-cerrado, por exemplo. Além de função decorativa, sua madeira também é amplamente utilizada em várias áreas, desde o setor da construção até em instrumentos musicais.

O Ipê Amarelo é considerado a árvore símbolo do Brasil, em função da sua tonalidade remeter a nossa bandeira, além de sua floração coincidir com o 7 de setembro.


Açaizeiro

Açaí

Da nossa lista, essa é talvez a planta com maior restrição de região de cultivo, porém, isso não limita a disseminação do seu fruto, muito pelo contrário. O Açaí é consumido em quase todo o território brasileiro, variando o modo de preparo em cada região, em algumas acompanhadas de pratos salgados e em outras de doce. Do fruto tem diversas finalidades: suco, pirão, sorvete, são exemplos na gastronomia. É utilizado também no setor de cosméticos e farmacêutico.

Com o aumento da demanda pelo Açaí nos últimos anos, o impacto ambiental da produção da fruta cresceu. Além do desmatamento da flora típica das regiões de cultivo, o subproduto que restava da extração do suco do fruto era descartado de forma indevida. Algumas pesquisas estão sendo feitas para reaproveitar o caroço do Açaí em várias frentes, como carvão vegetal e produção de fibras para diversos fins.


Mandioca

mandioca

Possivelmente a planta mais conhecida da nossa lista. Talvez você a conheça por aipim, macaxeira, maniva, entre outros nomes. Não importa qual, isso já demonstra sua ampla propagação e utilização no Brasil.

A origem dela não é um consenso entre os estudiosos, por vezes atribuída ao Brasil, por outras a América Central. Seja qual for, decidimos trazê-la a esta lista principalmente por seu papel na nossa dieta atualmente e historicamente. Essa raiz tem papel fundamental no prato do brasileiro, sendo a terceira maior fonte de carboidratos, atrás do arroz e do milho.


Gostou das curiosidades e da história dessas espécies? Deixe aqui nos comentários se você já conheceu todas essas plantas pessoalmente.

0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page